O que é regime de competência e sua importância para a contabilidade de sua empresa.

0
486
O que é regime de competência
O que é regime de competência

Você sabe o que é regime de competência?

Ao iniciar um negócio, uma das primeiras decisões que você precisa fazer é definir o sistema
de contabilidade: caixa ou contabilidade de exercício.

É claro que muito provavelmente você não sabe qual é a melhor opção, Calma! Neste artigo A CF contabilidade online vai entender o seu negócio e sugerir como você tomar a melhor decisão e minimizar seus impostos.

O que é regime de competência?


Conheça as diferenças, analise as possíveis implicações e, com o nosso apoio, escolha o
regime mais adequado para a sua folga empresarial.

A base de delimitação é uma base de cálculo, em que o registro ocorre no dia do evento
gerador. Portanto, receitas, despesas e custos devem ser registrados e contabilizados no
momento em que ocorreu o evento que explica o consumo ou produção dos recursos, e não
necessariamente quando o dinheiro entrou ou saiu da caixa.

Este conceito pode criar muita confusão, mesmo para profissionais experientes que não têm
muita afinidade com finanças e contabilidade e, infelizmente, essa confusão pode causar
muito mais danos do que você pensa.

Você pode ver o dinheiro em caixa e pensar que a situação de uma empresa é ótima mesmo que esteja gerando prejuízo mês após mês e quando o caixa escasseia a situação já pode ser irreversível.

Além disso, no Brasil será posterior à Legislação para a declaração do imposto de renda do
servidor considerado como servidor público.

Dessa forma, qualquer setor pode optar por esse regime. Nos casos em que o setor é visto como uma grande empresa e não atende aos requisitos de base de caixa, a base de competência torna-se obrigatória.


Você acha que esta é uma questão importante a se olhar? Sim ou sim?

Observe que esta descrição inicial se aplica tanto ao pedido de cumprimento dos aspectos
tributários quanto ao aplicativo de gestão para melhor tomada de decisão por parte do gestor.

Por que é importante entender o que é uma base de reserva?

Agora que expliquei o conceito geral de base de incidência, vamos explicar o que essa base
significa que a gestão financeira e tributária deve ser levada a sério, pois essas são áreas de
grande importância em todas as empresas.

Com isso em mente, o objetivo deste texto é ajudá-lo a aprender os princípios contábeis da
contabilidade e assim facilitar a Gestão Financeira de sua empresa.

A Base de Competência é importante porque é o modelo oficial da legislação brasileira de
arquivamento do imposto de renda.

Finança de empresas de todos os portes e é usada para prever o futuro financeiro da empresa. Isso porque, independentemente das condições de pagamento ou recebimento que instantaneamente ganham dinheiro no setor, você pode estar consumindo mais recursos do que sua geração.

Em outras palavras, suas despesas são maiores do que sua receita. Sua empresa não corre o risco de perdas contínuas, pois possui a Demonstração do Resultado do Exercício (DRE) e sabe que algo está errado com a condução de seus negócios.

Custos e despesas não são causa de problemas para as empresas, mas sim consequências de seus atos. Portanto, é extremamente importante acompanhar de perto seus custos, despesas e receitas, levando em consideração a base de competência.


O regime de competência é um método de registro de lançamentos no momento do evento.
Ou seja, na data do recebimento das receitas ou despesas incorridas. Não importa quando é
pago ou recebido, mas quando a transação foi realizada.
Pode ser repartido da seguinte forma:

Comprovante de rendimentos

Ocorre no período em que foram realizados negócios com terceiros, o reconhecimento
ocorre em no dia da celebração do contrato.

Comprovante de despesas

Quando as despesas são registradas, elas são registradas quando os valores que aparecem
como ativos não existem mais, eles também aparecem no seu período de competência.

Importância da base de competência

Como os relatórios financeiros são baseados neste método, é possível identificar transações
passadas e futuras, ou seja, é um recurso importante para o planejamento financeiro, pois
permite melhor previsibilidade de custos e despesas para um determinado período de tempo.


O regime de competência na contabilidade também facilita a elaboração da demonstração
do resultado do exercício (DRE), que é um dos relatórios gerenciais mais importantes, pois
permite a avaliação de lucros ou perdas.


Além disso, a legislação brasileira considera este regime como o sistema oficial de declaração
de imposto de renda.

O que é regime de caixa?

A base de caixa é um método de contabilidade que leva em consideração as receitas e
despesas da empresa apenas quando elas realmente entram ou saem do caixa da empresa, e
não quando os recursos são gerados ou consumidos.

Dessa forma, a empresa só é tributada sobre os valores recebidos e não na hora de gerar suas notas fiscais.

Então a base de caixa segue o fluxo de caixa da empresa, pois apenas o dinheiro
efetivamente contabilizado é contabilizado no momento do recebimento e no momento do
recebimento cobrado.

Esse regime existe porque comprar e pagar são coisas diferentes. Você
pode comprar um produto hoje e pagar no mês que vem ou pode pagar várias vezes.

Como escrevi no outro artigo, minha recomendação é: ambos. Sua empresa se beneficiará
muito mais se você usar os dois regimes para se complementar e, assim, tornar sua gestão
financeira muito mais precisa.


Claro, se o seu setor ainda for muito enxuto, pode parecer muito complexo. Objetivo. No
mínimo, você deve manter esse modelo completo como meta de gestão financeira de sua
empresa. O uso de ambos fornece dois relatórios para manter suas finanças sob controle,

veja abaixo:

DRE – Declaração de Renda do Ano

O DRE é um relatório elaborado a partir do modelo de regime de competência e um dos
mais importantes relatórios contábeis para a gestão de um setor. Isso permite determinar se o
seu setor teve lucro ou acabou perdendo um determinado período de tempo.


A desvantagem deste relatório é que ele não leva em consideração a data real de entradas e
saídas de caixa. Isso pode ocorrer em caso de inadimplência, imprevistos ou, conforme já
mencionado, diferenças significativas entre os prazos de pagamento e recebimento.

DFC – Demonstração do Fluxo de Caixa


A DFC (Demonstração do Fluxo de Caixa) lista todas as entradas e saídas de caixa em sua
agência e é desenvolvida a partir da lógica do regime de caixa. Isso permite saber como está a
saúde financeira do seu setor, ou seja, se você terá caixa neste mês para cumprir todas as suas
obrigações.

Infelizmente, algumas empresas não estão prestando atenção aqui e estão sofrendo no final,
quando os prazos de seus pedidos (pagamentos de clientes) são mais longos do que os prazos
de suas responsabilidades (para fornecedores, funcionários, etc.) – para que uma empresa que
só trabalha com DRE e seja lucrativa possa até quebre, a menos que você observe no DFC
que existem essas discrepâncias entre pagamentos e recebimentos.

Em conclusão, tanto o DFC quanto o DRE têm objetivos diferentes e podem se
complementar. É importante notar que todos têm pontos fortes e fracos. Quando seu setor
estiver bem estruturado, você terá o melhor cenário para tomar decisões importantes.